Seguro contra roubo e furto de celular vale a pena?

Atualmente o Brasil tem dois aparelhos digitais por pessoa, sendo smartphones, computadores, notebooks e tablets. E, até o final do ano serão mais de 420 milhões de dispositivos digitais ativos.

Ainda, segundo a 30ª Pesquisa Anual de Administração e Uso de Tecnologia da Informação nas Empresas, realizada pela Fundação Getúlio Vargas de São Paulo (FGV-SP), os smartphones se destacam, pois já são 230 milhões aparelhos ativos no Brasil. Isso se deve ao aumento 10 milhões no número de smartphones em 2019.

Consequentemente, o roubo e furto qualificado de celular cresce cada vez mais. Para você ter uma noção, aproximadamente 63 smartphones são levados, a cada hora, nas principais capitais do país, segundo os boletins de ocorrência. Ou seja, ainda existem os casos que não são registrados.

Os prejuízos para a vítima, como se pode imaginar, são grandes. Afinal, celulares não são dispositivos baratos. Com isso, ter uma proteção costuma evitar muita dor de cabeça, nesse sentido.

O que as estatísticas apontam sobre roubo e furto de celular?

As capitais mais visadas são Rio de Janeiro e São Paulo, com respectivamente 27 e 26 smartphones roubados ou furtados por hora.

Mas localidades menores, como o DF, também não estão livres desse infortúnio. Entre janeiro e agosto de 2018, por exemplo, ocorrem 33.818 crimes do tipo.

Já segundo um levantamento feito pela Mobile Time, em parceria com a Opinion Box, 49% dos brasileiros já tiveram o celular roubado ou furtado alguma vez na vida. Esse número aumenta quando olhamos para um perfil mais jovem, chegando a 58% a quem tem até 29 anos. Quanto ao gênero, os homens são as maiores vítimas, fazendo parte de 56% dos casos.

Além disso, o panorama analisou que apenas 48% das vítimas fizeram o B.O. Para completar, apenas 7% de quem já havia sido vítima tinha seguro do aparelho. Ou seja, 93% ficaram no prejuízo.

Como as vítimas ficam?

Os prejuízos financeiros são altos, já que, grande parte das vezes, os smartphones levados são justamente os de última geração. Em alguns casos, a vítima ainda nem terminou de pagar as parcelas, mas acaba ficando sem o aparelho.

É preciso considerar que, geralmente, os celulares não são recuperados, pois quem os rouba consegue dar uma finalidade rápida, a fim de que não sejam descobertos. Além do mais, as quadrilhas têm ficado mais especializadas no ato, assim nem sempre atitudes de prevenção são eficientes.

Lojas que trabalham com a venda e conserto de aparelhos, então, devem ter um cuidado redobrado, para que não cheguem à falência.

Vale a pena contratar um seguro contra roubo e furto de celular?

A partir de tudo isso, vimos que compensa ter um seguro sim. Vale a pena investir na proteção e ter a tranquilidade de que o bem material, comprado com tanto esforço, não será subtraído quando menos se espera.

No entanto, como vimos nas estatísticas, a proporção de quem contrata seguro para celular ainda é pequena, o que sugere um desconhecimento da população quanto às vantagens desse serviço. Assim, a conscientização deve ser realizada e, quem trabalha com vendas, principalmente, tem um papel importante nesse aspecto.

Podemos te ajudar com Seguro de Roubo e Furto de celular!
Entre em contato e tire suas dúvidas!

Post a Comment


  • CONTATO - SEDE

    • (11) 3195-2620
    • contato@oinsurance.com.br
    • Alameda Tocantins, 125 - Conjunto 2501 - Alphaville Industrial, Barueri - SP, 06455-020
  • CONTATO - FILIAL ABC

    • (11) 3195-2630
    • comercial@oinsurance.com.br
    • Rua das Figueiras, 474 - 10 Andar - Santo André – SP, 09080-300
Ô Insurance Group © 2016-2018 | CNPJ: 19.832.571/0001-10 | SUSEP 10.2020035.8 | Todos direitos reservados