O que o blockchain impacta na área de seguros

Por que não adotar uma tecnologia capaz de diminuir custos, amenizar riscos e possibilitar uma melhor relação com o cliente?

Estamos falando de blockchain. O termo “Blockchain” está no topo das pesquisas no site do Gartner.com desde Janeiro de 2017, tamanha as possibilidades desta tecnologia, impossível de ser ignorada pelos gestores de Tecnologia e inovação por todo o mundo.

Mas como funciona essa inovação? Ela é como uma cadeia, uma ligação de blocos. Dentro de cada bloco existem informações e transações. Esses dados são todos criptografados e ficam registrados em uma espécie de livro virtual gigante.

Antes de cada bloco ser inserido nessa cadeia através de um registro público (Public Ledger), para se ligar aos outros, computadores analisam toda a veridicidade do que está ali dentro. Depois que ele é acoplado à ligação, não poderá mais ser modificado por ninguém.

Todas as pessoas que fazem parte, de alguma forma, dessa troca de informações, comunicação, ou transação por assim dizer, têm acesso aos dados. E essa é outra característica dessa tecnologia: a descentralização, o que facilita qualquer pesquisa sobre, por exemplo, a idoneidade de uma marca ou pessoa.

Segundo o Gartner, dados revelam que somente 10% das empresas tradicionais terão feito transformações radicais com tecnologias blockchain até 2023, entretanto, dado o tempo necessário de aprendizado, é uma tecnologia que veio para ficar que em conjunto com outras tecnologias já está revolucionando mercado que como o conhecemos e os serviços oferecidos.

E como isso impacta na área de seguros?

Somos desconfiados, na maioria das vezes. Precisamos de provas para que possamos acreditar em algo que foi afirmado. Um contrato confirma alguma transação. Um certificado de curso confirma nosso rendimento. Um comprovante bancário confirma uma transferência.

Na ocorrência de um sinistro, todo o processo ocorrido desde o aviso é mais veloz. Isso substitui a necessidade de inúmeras trocas de emails ou telefonemas e da necessidade de comprovações específicas, tornando tudo mais enxuto e simplificado.

Na venda de um seguro, o time de colaboradores tem capacidade de analisar com mais praticidade o seguro ideal para o consumidor.

Para o cliente, isso também é vantajoso, pois a possibilidade de uma seguradora de carros, por exemplo, ter acesso à forma como o automóvel é usado, os lugares pelos quais o usuário passa e a quantidade de horas na direção torna o serviço do seguro mais justo e pessoalizado.

As mudanças chegaram. Quem conseguir se adaptar mais rápido garantirá um espaço no mercado.

 

Post a Comment