Novembro Azul: muito além da prevenção do câncer de próstata

O câncer de próstata – o segundo tipo mais comum entre homens – é a causa de morte de 28,6% da população.

Segundo o Instituto Nacional do Câncer, 61,2 mil novos casos surgiram no último ano. Com o objetivo de superar preconceitos e de estimular a população masculina a cuidar da saúde, a campanha Novembro Azul realiza diversas ações ao longo do mês. Os aspectos culturais têm impacto no diagnóstico – exame de toque – e controle da doença. De acordo com dados do Instituto (INCA), a cada dez homens diagnosticados com câncer de próstata, nove são “cinquentões”.

O câncer em números

A Organização Mundial da Saúde (OMS) afirma que o câncer é um problema de saúde pública, especialmente entre os países em desenvolvimento. Nas próximas décadas, o impacto do câncer na população corresponderá a 80% dos mais de 20 milhões de casos novos estimados para 2025. No Brasil, os registros de Câncer de Base Populacional (RCBP) fornecem informações sobre o impacto do câncer nas comunidades, configurando-se uma condição necessária para o planejamento e a avaliação das ações de prevenção e controle de câncer.

Os tipos de câncer mais incidentes no mundo foram pulmão (1,8 milhão), mama (1,7 milhão), intestino (1,4 milhão) e próstata (1,1 milhão). Nos homens, os mais frequentes foram pulmão (16,7%), próstata (15,0%), intestino (10,0%), estômago (8,5%) e fígado (7,5%). Em mulheres, as maiores frequências encontradas foram mama (25,2%), intestino (9,2%), pulmão (8,7%), colo do útero (7,9%) e estômago (4,8%).

O exame de toque

A cultura machista dos latino-americanos é um fator que atrapalha a detecção do câncer de próstata e, portanto, o tratamento da doença. O exame de toque é simples e rápido. Além do tabu em relação ao exame, outro aspecto relevante é o fato de que na maioria dos casos só há sintoma quando o quadro já está avançado.

Câncer de próstata: como prevenir?

Dificuldade em urinar, detecção de resíduos de sangue e aumento da frequência ao banheiro são alguns dos sintomas. São feitos dois exames: toque retal (que avalia o tamanho, a forma e a textura da próstata) e o Antígeno Prostático Específico (exame de sangue). Para confirmar uma possível suspeita é feita uma biópsia. Homens cujo pai ou irmão tiveram câncer de próstata antes dos 60 anos têm maior chance de também desenvolvê-lo. Fatores de risco são sobrepeso e tabagismo. Praticar atividades físicas e manter uma alimentação saudável são formas de prevenir a doença.

Paciente com câncer tem direitos

Portadores do câncer têm direito a receber auxílio-doença e fazer o saque PIS/Pasep. O SUS também oferece o benefício chamado Tratamento Fora de Domicílio, valor que cobre despesas como transporte aéreo, terrestre e fluvial, diárias para alimentação e pernoite (a liberação depende da disponibilidade orçamentária do município ou Estado).

Além da prevenção com a saúde, outros cuidados de proteção podem ser adotados durante a vida para as pessoas não serem pegas de surpresa diante de alguns imprevistos, colocando muitas vezes em risco o patrimônio familiar. Um Plano de Saúde aliado a um Seguro de Vida podem ser excelentes aliados em momentos de turbulência.

Entre em contato com a Ô Insurance e faça um seguro customizado para colaboradores e familiares. A Ô Benefits Solutions oferece a melhor relação custo x benefício para as pessoas e empresas no que diz respeito a benefício saúde.

Post a Comment