Comercialização de serviços: A grande tendência do varejo

O varejo tradicional tem a seu favor a histórica relação direta com o consumidor, com isso, tem em sua base de dados ricas informações sobre comportamentos e preferências. Em contrapartida, ainda tem um longo caminho pela frente quando se trata de integração entre produtos e prestação de serviços.

Foi-se o tempo onde o varejo vendia apenas produtos encaixotados sem nenhuma personalização. Inclusive, personalização é a palavra que mais tem combinado com o varejo moderno e digamos que em nosso país, poucas organizações tradicionais de varejo estão alinhadas com essa nova realidade.

Mas afinal, qual caminho o varejo precisa seguir? Os desafios são muitos, mas aqui vai algumas trilhas:

  • Aproveitar mais e melhor as informações de clientes e compras, com base nelas é possível criar estratégias mais assertivas, pois as campanhas são focadas em necessidades únicas;
  • É imprescindível integrar serviços e soluções na venda de produtos, independente da marca e canal! Pois a venda de produtos tende a perder rentabilidade, devido a concorrência.
  • Todo segmento está mais competitivo que nunca, então a palavra é relacionamento! Ao ter um relacionamento com seu cliente você e sua equipe conseguem identificar causas, criar soluções e melhorar experiências.

varejo e serviços

Compra x Experiência

Falando em experiências, esse tem sido um fator chave na linha de consumo!

Pesquisas indicam que pessoas da geração Y (21 a 34 anos de idade) e geração Z (15 a 20 anos de idade) priorizam experiências em vez da compra de um bem ou propriedade, por isso crescem os serviços de aluguel e compartilhamento de bens.

Principalmente em grandes centros urbanos, tem sido preferível usar serviços como Uber, 99 Taxis e empresas da mesma categoria e até mesmo os aplicativos de caronas, como o app mundialmente conhecido, BlaBlacar.

O compartilhamento de imóveis também tem sido cada vez mais comum. A casa de veraneio dos sonhos agora é mais acessível, pois existem mais pessoas arcando com os custos mensais de uma casa de luxo.

Barcos, iates, aviões, tudo tem sido compartilhado como nunca. E os donos não deixam de usar o patrimônio por ter que compartilhar, pois em média proprietários de barcos usam em média 20 dias ao ano!

Muitas outras plataformas também permitem experiências de trocas e compartilhamentos de artigos como livros, roupas, brinquedos, casas e muitos outros.

Novo varejo é feito de parceria

De tudo que falamos, o que mais se destaca é que no varejo tudo é parceria! Se o objetivo é proporcionar boas experiências, a prestação de serviços é inevitável.

É exatamente nessa linha que a Ô Affinity trabalha, com um HUB robusto e um BI, que enriquece o database e conhecimento sobre a base do cliente, quanto mais comportamental for mapeado, mais assertiva a oferta.

O objetivo é gerar diferenciais com produtos inovadores para o publico correto!
Venha conhecer a Ô Affinity, nosso HUB que conecta empresas, tecnologias e pessoas.

 

 

 

Post a Comment